May 22, 2017

May 8, 2017

April 24, 2017

April 10, 2017

April 3, 2017

March 27, 2017

March 21, 2017

March 13, 2017

Please reload

Posts Recentes

Ratos!

May 22, 2017

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

Ratos!

May 22, 2017

 

 

Olá 

Estou na estação de Castricum, esperando meu trem para Heiloo. Aproveito pra dividir com vocês as últimas impressões do final de semana que começou tenso com as declarações bombásticas do empresário Roesley Batista, as quais comprometem o presidente do Brasil até o pescoço. Prometi a mim mesmo que não endossaria o coro dos politiqueiros de plantão que invadiram a internê, nos últimos anos, mas também não dá pra ficar em cima do muro, esperando o circo pegar fogo. Sei que não vai resolver nada, mas me sentirei melhor em expressar o meu repúdio a esse presidente corrupto que deveria renunciar o quanto antes, se é que lhe resta alguma dignidade. Vejam bem, não quero dizer com isso que o PT ou PSDB merecem o meu respeito irrestrito. Pelo contrário, estamos vendo que a maioria esmagadora dos partidos está comprometida em esquemas de corrupção e, honestamente, não acredito em nenhum deles. Desculpem o ceticismo, mas pra mim não existe político bom, neste momento. Uma vez com o poder nas mãos, são capazes de qualquer coisa para se manterem lá. O que estamos assistindo, horrorizados, todos os dias, não é nada diferente do que estamos cansados de ver, ao longo dos anos. Então por que isso se repete, é o que temos nos perguntado, frequentemente. Muito simples. Votamos errado. Essa mea culpa o povo brasileiro vai ter que fazer, essa conta ele tem que pagar. E, se quiser uma mudança real, vai ter que começar por ele mesmo. Estamos permitindo isso. É fato.
O que me entristece, fora a roubalheira e o descaso público com nossas preocupações básicas como educação, saúde e segurança, é ver as pessoas se digladiando na internet, enfraquecendo o discurso com uma profusão de memes e piadas e não sei mais o quê que só provam que aquilo que está na música do Frejat é verdadeiro: rir é bom, mas rir de tudo é desespero. E existe uma vaidade em tudo isso que está nos cegando. É ou não é? Como se as pessoas quisessem provar que são peritas em Lava Jato ou em pichar a imagem de um político canalha ou falar mal de uma TV ou jornal X ou Y. O grito vazio na multidão. Não vejo dor e nem revolta verdadeiros. Talvez seja o desencanto mesmo, não posso julgar ninguém. Pra mim o momento é de reflexão e de fazer surgir algum tipo de otimismo que, no momento, é exigir que Temer renuncie e que se convoque eleições diretas o quanto antes. É a minha posição e respeito quem pensa diferente. Não vejo outra saída possível. Quem souber de algo melhor, por favor, nos convença.
Quando houve aquele levante, em 2013, exigindo mudanças que culminaram com oafastamento da ex-presidente Dilma, vaticinei que nada mudaria, que os 20 centavos na passagem e que impulsionaram a nossa "primavera" idealista sequer seriam lembrados, num futuro próximo. E foi o que aconteceu. As pessoas continuam tentando atingir os políticos porque eles são o perigo real visível, materializado, a farsa diante dos nossos olhos, mas o que falta mesmo vai além da presença inútil da maioria deles no Congresso, falta educação de verdade, com ou sem assistencialismo, reforma política, acabar de vez com esses financiamentos de campanha que só trazem corrupção, falta reforma na justiça brasileira que é tão atrasada e acabar com o jeitinho brasileiro também. Falta tanta coisa que a impressão que fica é que sequer avançamos algum dia. Como os delatores podem ficar no exterior rindo da nossa cara também? É absurdo! Pessoas que se tornaram bilionárias conseguindo aporte financeiro do BNDES, enquanto um pequeno empresário sofre pra dar conta de tantos impostos e burocracias. É justo? Que justiça é essa? Mas nos protestos  pediram de tudo, inclusive a volta do regime militar. Ou seja, desespero total. Falta de liderança. Falta de coerência. Um tiro no escuro. E estamos pagando também por isso. Infelizmente.  

Tentei me informar o máximo que pude, ler mais de uma fonte, mesmo sabendo que a imprensa, de modo geral, tem sido tendenciosa e, em alguns casos, até cúmplice, manipulando as pessoas. Me ative, porém, ao depoimento do empresário e decorrido algum tempo tive que me perguntar se aquilo estava acontecendo mesmo. É angustiante saber que boa parte desses políticos e empresariado agem apenas para ferrar o povo, vendendo aquela imagem de empreendedores e gestores eficientes. Esses canalhas estão acabando com a auto-estima do brasileiro, acabando com o Brasil, levando o país ao descrédito total diante do mundo.
Para desanuviar, porque realmente fiquei cansado de tanto baixo astral, fui a uma expo, que eu já tinha visto na galeria do De Hallen e curtido muito, um group show interessantíssimo, fora do circuito das galerias do centro, bem pertinho de casa. Na sala de exibição, bem no canto esquerdo, no sentido de quem entra, lá estavam eles, famintos, eretos, em posição de ataque: os ratos! 12, 15, talvez mais, não contei. Instalação fantástica do artista Willie Beckmans. Me impressionou a cena, a semelhança com esses políticos que querem se manter no poder a qualquer custo. Me lembrei também de Joãozinho Trinta com o seu "Ratos e Urubus Larguem a Minha Fantasia". Me detive ali por alguns instantes. Fiquei arrepiado. Senti nojo. Odeio ratos. Fiz a imagem que vocês estão vendo aqui e fui embora. Com a certeza absoluta de que a arte anda imitando a vida. Até a próxima! 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
© 2019 Luis Fabiano Teixeira
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Flickr - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Blogger - Black Circle
  • Twitter - Black Circle